Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

terça-feira, setembro 04, 2012




Vi esta imagem há uns tempos e só me fez lembrar que...
Isto de dizermos que temos um determinado feitio que não se dá com o feitio tal, é tudo conversa.
É inacreditável a capacidade que temos para nos adaptarmos a quem vai passando por nós.
Claro que há gente que é rija que nem cornos e que não cede por nada nesta vida, mas esses também não interessam a ninguém, por isso, estou a referir-me unicamente às pessoas normais, crescidas e inteligentes. Porque a adaptação é isso mesmo, sinal de inteligência!


9 comentários:

Dúvidas e Certezas disse...

Concordo! Há coisas em nós que não mudam, nem devem mudar, mas podemos sempre adaptar-nos se quisermos e houver interesse em agradar a outra pessoa, penso que é até uma prova de <3

Muitas pessoas não estão para isso, porque simplesmnte, nem querem saber, é tipo: "se ela/ele quer assim, muito bem, senão que siga a sua vida". Metem-me raiva estas atitudes, se não estão interessadas nas pessoas com quem estão porque não são honestos/as e saem da relação?? Irrita-me, pronto :@

Eros disse...

Desde que nesse processo jamais seja perdida a nossa identidade!

homem sem blogue disse...

Muito bem

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

homem sem blogue disse...

Muito bem!

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Sorriso disse...

Concordo!! Certissimo!! A adaptação desde que não signifique pôr em causa os nossos valores , só dignifica e mostra a inteligência de quem assim procede!

Susana Miranda disse...


Existem determinados traços de personalidade, intrínsecos (nós mesmos), é difícil modificar a pessoa.

Podemos tentar moldar-nos… a capacidade de adaptação, sem perdermos a nossa personalidade.

Helen De Rose disse...

Já vi muitos vidros espatifarem no chão, mas creio que o calor humano pode ajudar e muito. O vidro se molda com a presença do calor. Agradeço por compartilhar.
Boa tarde!
Helen.

Mam'Zelle Moustache disse...

Há adaptações e adaptações. É um tema bastante sensível e cada caso é um caso. Se as duas pessoas em causa se sentirem bem e fizerem felizes um ao outro com essas adaptações, tudo bem. Agora, nunca nos devemos anular para ter o afecto de outra pessoa. Porque, nesse caso, não é afecto, é outra coisa qualquer...

Libelinha disse...

A vida é isso mesmo! Adaptarmo-nos a situações e ás pessoas :D