Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

segunda-feira, setembro 10, 2012


Odeio noites agitadas em que durmo e acordo, em que sonho e nos momentos que acordo não distingo o real da ficção.
Odeio que as pessoas venham misturar-se na minha cabeça enquanto supostamente descanso.
Odeio que venham lembrar-me de realidades e voltar a sentir as mesmas nos sonhos.
Há pessoas que, se não fazem parte do meu mundo palpável, nunca deveriam estar incluídas em nada da minha vida , nem sequer do meu sono...
E depois, se ainda viessem umas de cada vez.
Mas não, chegam em multidão, no meio de misturas improváveis, em conversas adiadas mas que entretanto perderam a validade, das quais não me apetece falar, mesmo que em sonhos...



9 comentários:

MC- Maria Capaz disse...

Respira fundo e tem um bom dia .

homem sem blogue disse...

Anima-te que é segunda-feira, quase fim-de-semana :)

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Jingas disse...

bom dia!!

Esta noite sonhei que andava à pancadaria, por isso... ;)

Eros disse...

Nessas alturas ou recorro à Meditação Transcendental... ou recorro à Transpiração Transcendental :)

Libelinha disse...

Ui... Detesto essas noites e ás vezes tenho tantas, apesar de agora esses sonhos/pesadelos andarem bem mais calmos ;P

Quase nos "entas" disse...

Isso é o normal para mim....
Uma noia ...nao durmo nada de jeito.... :P
beijinho

G. disse...

Penso que não há uma noite que não tenha pesadelos, acorde a chorar, a gritar...

Enfim! Há dias assim...

Bjinhos. :)

Susana Miranda disse...



Insónias… meu Deus…todos os dias…desesperante!

Beijinho

Anónimo disse...

olá em primeiro de tudo quero te dizer que adoro o teu blog ...também estou como tu tenhos noites assim são simplesmente horrivéis quando me levanto estou mais cansada do que me deito .BEIJOS