Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

quarta-feira, junho 26, 2013


VAMOS LÁ AQUECER A TARDE...
COM UMA MÚSICA TÃO VELHA QUANTO EU, MAS QUE TRÁS BOAS RECORDAÇÕES.




PORQUE HOJE NÃO ME APETECE ESCREVER...


terça-feira, junho 25, 2013


Epahh há coisas do caraças...
Estava aqui a pensar que detesto triângulos... e esta merda deste sexto sentido não me larga.

(eu sei... não entendem nada... mas neste momento nem eu entendo...)

DESCOBRI QUE...






Para além de aranhas o meu colega também tem medo de ratos.
Isto até teria graça se não fosse dramático, o rapaz até muda de cor.
{Como podem ver, estou bem protegida...}

Agora há algo que me está a intrigar, o rato (falso) estava perto da minha secretária, andará alguém a testar as minhas fobias zoológicas?
Hummm
EU GOSTO...
ELAS GOSTAM...
NÓS GOSTAMOS...


Sim...
Muito mais havia para dizer, mas dizem os entendidos que uma imagem vale por mil palavras.
Quem sou eu para duvidar :)

Aiiiiiiii....
{tens de perder a mania de me enviar estas coisas logo de manhã}

segunda-feira, junho 24, 2013


Opahhh então o Zé andou a desfilar de vestido de noiva no Splash e ninguém me avisou?...




Andei eu armada em pindérica intelectual a ver filmes educativos sobre tubarões...
Enquanto a verdadeira farra se fazia na Sic.

[vá... também vi o Leandro no S. João do canal 1]
Não existem pessoas frias...



Existem pessoas que aprenderam a bloquear seus sentimentos.



sexta-feira, junho 21, 2013



Hoje li na porta de um wc público o seguinte:
Amo-te Jorge! Ass.: Susana

Depois, mais em baixo e com a letra meia-tremida:
Aprendi a lição da pior maneira, meu C@$&%o!


(É... estamos a voltar aos velhos tempos, quando não existiam murais de Facebook)











quinta-feira, junho 20, 2013


Hoje no café alguém dizia:
“Ah e tal… quando uma relação termina mesmo que a outra pessoa encontre alguém, se a amamos, devemos querer que ela seja feliz ao lado dessa pessoa.
Eh pah não é bem assim! Isso é pura hipocrisia!
Se uma relação acaba, em especial por culpa da outra parte, e uns tempos depois vemos essa pessoa com outra, se ainda a amarmos, não ficamos lá muito felizes, não?!
Aliás, eu estimava bem que partissem os dedinhos dos pés e das mãos.
(que horror!)!
Como quase toda a gente eu também já sofri de amor, já fui abandonada, já chorei, já gritei aos quatro ventos, já achei que era a mulher mais infeliz do mundo; já fiz coisas das quais me vim a arrepender, mas que se não as fizesse, arrepender-me-ia muito mais, tenho a certeza; já bati com a cabeça e já fiz coisas que sempre disse que nunca faria; já perdoei, já esperneei de dor, mas acabei por aceitar que era o melhor, mas custou, claro! Mas daí a dizer que depois de acabar, me deixa feliz saber que essa pessoa é feliz ao lado de outra?! Ui...!
Vai uma grande diferença!
Na verdade, ao amadurecermos, as feridas cicatrizam e deixamos SIM de pensar nisso; ou deixa de nos afectar, mas quando é recente, custa e não é pouco!
Eu não acredito em amizades após as relações, mas por vezes acontece.
Passados alguns anos, se ainda tivermos contacto com essa pessoa, ou se está perto, talvez fique um sentimento de respeito. Sei lá, acho que já nem importa... Não há rancor, não há vontade que a pessoa sofra, há talvez um alívio por saber que a pessoa se encontrou e superou (?!), mas acima de tudo QUE NÓS SUPERÁMOS!
Acho que nem interessa se se arrependeu, interessa sim que refizemos as nossas vidas e seguimos em frente.
Porque quem vive com ódio, não vive de facto!

quarta-feira, junho 19, 2013


SEREI A ÚNICA...


 QUE NÃO GOSTA DE LAMBER A TAMPA DO YOGURTE?...



Normalmente não sentimos simpatia por pessoas com mau feitio, mas de alguma forma sentimos algo parecido com empatia.
Porque, mais tarde ou mais cedo, acabamos por lidar com pessoas com um carácter mais difícil. Ou temos alguém na família que é assim. Ou aquele amigo ou colega que tem bom coração, mas que temos de lidar de forma mais comedida... Faz parte.
E eu, uma pessoa muito simpática e sempre muito amiga, de quem eu tenho perfeita noção que é fácil gostar, não tenho o melhor feitio do mundo.
Sou explosiva, impulsiva, intempestiva e todas as coisas acabadas em -iva difíceis de controlar.
Sou a pessoa mais disponível do mundo para ajudar, mas não me pisem que rodo logo a baiana forte-e-feio!
Mas mais uma vez o belo do cliché: o tempo mudou-me um pouco.
Fez com que aprendesse a controlar-me. Ainda que há coisas que não consigo nem quero mudar... E uma delas é fingir que gosto de alguém quando não gosto. Não somos obrigados a gostar do mundo inteiro, certo, mas uma das coisas que sempre me custou imenso absorver era o porquê de certas pessoas, às quais jamais tinha feito algo de mal, não gostarem de mim. Porque se há coisa com a qual eu não sei viver é com a dúvida e com a injustiça... E se não gosto de alguém, tenho motivos para tal. Porque me magoou, porque me traiu, porque me mostrou um sorriso rasgado que escondia falsidade... Na verdade, se sei que alguém não gosta de mim, não me tira o sono, mas faz-me pensar.
E ao fim de tantos anos eu lá concluí. Foi tarde, mas foi. Concluí que há sempre um motivo para alguém não gostar de nós. Que não há o não gosto porque sim. Que não podemos detestar uma pessoa ao primeiro olhar. Porque hoje não vivo sem pessoas de quem não gostei à primeira vista e já perdi pessoas que amei de imediato.
Comigo? Simples. Sem pretensão. Quer na vida pessoal, quer na profissional, na grande maioria das vezes, não gosta de mim quem não me consegue vencer.





terça-feira, junho 18, 2013


Há uns tempos atrás...

... alguém me dizia:
"Tu com esse feitio não chegas a lado nenhum!"

Na altura parei. Pensei...e...
Não, não o mandei a lado nenhum.
Ele foi sozinho!
Hoje, por uma coincidência do diabo,(só podia ser o capeta a arranjar este encontro) volto a encontrar essa pessoa.
Como sou uma menina bem educada, cumprimento a pessoa em causa com um sorriso.
(e só pensava: não fales comigo, não fales comigo, não fales comigo...é que eu tenho uma costela de Pastor Alemão, não mordo, mas nunca me esqueço de quem me trata mal)
Não...
Não nasci mesmo para engolir sapos...





segunda-feira, junho 17, 2013


Cada vez mais me convenço que a classe é algo que nasce com as pessoas.
É de berço.
Há quem a compre, a imite, ou até a estude... mas lá no fundo, ela jamais existirá.
Não é um colar de pérolas, ou uma gravata italiana que "dá classe".
Ela não se compõe, não se troca por dinheiro, nem se estuda..
Existe...
E existe sempre talhada na forma de simplicidade e humildade.
A educação depois faz o resto.
Quem a tem não fala dela não a força nem tenta convencer, porque ela está lá...
Basta senti-la.



sexta-feira, junho 14, 2013



BOM FIM DE SEMANA A TODOS.



DIVIRTAM-SE...

O grande problema de dar segundas oportunidades é a confiança.
É voltar a confiar em quem nos magoou.
Será isso possível?
Voltar a confiar.
Ou apenas nos estamos a enganar e fingimos que está tudo bem.
Será que deixamos mesmo lá atrás as palavras/actos/ou acções cometidas intencionalmente ou não.
A confiança é como um cristal… quebra com facilidade, e juntar os todos os pedaços é uma missão quase impossível. Fica sempre um espaço, uma lacuna, uma parte que não se recuperou e deixa passar as inseguranças de dores anteriores.
Quando nos magoam matam uma parte nós, é como se nos empurrassem para um abismo, temos a sensação que estamos a mergulhar num vazio sem nexo, achamos que é o fim, por momentos é mesmo o fim…
Para nos protegermos fechamo-nos numa espécie de casulo, mas sabemos que um dia temos de reagir da letargia imposta. O problema é que estivemos demasiado tempo entregues a nós próprios a carpir a dor, que quando por fim abrimos os olhos estamos irremediavelmente sós.

E agora… voltamos a confiar?

É que com o passar do tempo nós até conseguimos perdoar o mal que nos fizeram, mas uma coisa é certa.
Esquecer jamais.

quinta-feira, junho 13, 2013


VÊ SE ENTENDES UMA COISA...


Não é por eu não gostar de ti que te considero minha inimiga.
Até porque para seres minha inimiga tens de ter capacidade para isso.
E tu não tens...






PARA QUEM NÃO SABE ONTEM CASEI!



É isso mesmo, não leram mal...
Fui vítima de um casamento arranjado...
O Gaijo armou-se em Sto António casamenteiro virtual e casou-me.
Ora como estou em plena Lua de Mel nada mais natural que prestar uma homenagem ao meu noivo, relembrando os seus bons velhos tempos.

(...isso mesmo, casou-me com o Cid...)

Ó Same Guy... tás na mira... a partir de agora começa a olhar sempre para trás.

quarta-feira, junho 12, 2013


Lírio em modo fútil...


Estou a ponderar pedir à Salsa para fazer comigo o mesmo que os casinos fazem com os viciados...

Entrada proíbida!

Passo a explicar... há duas semanas que ando a namorar "este" blusão, tenho a certeza que somos almas gémeas, mas para o ter só para mim tenho de desembolsar quase metade do meu reles ordenado, ora como isso está absolutamente fora de questão estou a pensar propôr-lhe que ele {blusão} me aceite como amante...
Davamos umas voltinhas de vez em quando, sem compromisso e com muito prazer à mistura.
Se eu pedir com jeitinho... Será que o sr Filipe Vilanova aceitava?


DEFINITIVAMENTE TENHO DE MUDAR O TÍTULO DESTE BLOG...

Depois de uma noite de insónia, de voltas e voltas na cama sem conseguir pregar olho, cheguei à conclusão que o Lírio tem o sindroma "Zé Castelo Branco".
Nome de macho, com alma de gaja!
Portanto é urgente a mudança...
Aceitam-se sugestões.


Até porque nos últimos dias ele anda mais para Dama das Camélias...


{Tirando a parte de ser cortesã em Paris, ou em qualquer outro sítio :)}

terça-feira, junho 11, 2013



Dou comigo a segurar o queixo com ambas as mãos, estranhamente inconscientemente e alheia a tudo o que me rodeia.
Não me lembro de nada do que me perguntaste, ou sequer se me perguntaste alguma coisa...
Desliguei o botão da realidade a partir daquele instante em que a nossa conversa passou a ser um simples monólogo teu e as minhas sucessivas tentativas de participação e manifestações de entusiasmo, pura e simplesmente foram ignoradas. A minha boca foi obrigada a permanecer calada ainda que se tivesse aberto numa clara menção de intenção de falar, cheia de vontade de proferir ideias e pontos de vista. Tornaste-te o dono e senhor da palavra, remetendo-me ao silêncio involuntário com o papel de simples ouvinte, como tanto te convinha.
A tua determinação em mostrar o poder de liderança numa simples conversa banal, onde só tu é que contavas, onde só tu é que eras importante e tinhas coisas igualmente importantes para dizer, subestimando o que eu pudesse ter igualmente de importante para contar. Que ridícula forma essa que tens de te afirmar!
Por isso, deixei de te ouvir e até de te ver, embora o meu corpo permanecesse diante de ti, com os olhos fixos no vazio cada vez maior, que as tuas palavras criavam em torno de nós.
A apatia tomou conta de mim e a minha mente salvou-me daquele purgatório, pegando nos meus pensamentos e voando dali para fora. Para bem longe do deserto onde em tempos me tinhas aprisionado e feito refém da tua mania egocêntrica de ser, teimosamente insistindo sempre em representar esse teu enfadonho e tão ridículo papel principal...

sexta-feira, junho 07, 2013

quinta-feira, junho 06, 2013


"CORTESIA" DA FLOW



Há quem lhe chame prémio, há quem lhe chame selo, há ainda quem lhe chame Liebster
Eu cá chamo-lhe cusquisse :)  {brincadeira...}
Bem... vamos lá então...



1 - nome


Maria... É um nome chique que me fica super bem.


2 - idade

Se a Flow está a chegar à idade trágica, eu já estou mais para tragédia grega... whatever, meros detalhes logísticos.

3 - localizacao geografica à altura da resposta

Faro, sou Algarvia dos dois costados, os outros dois são gauleses.

4 - localizacao geografica desejada à altura da resposta


Polinésia francesa, acompanhada de um nativo de olhos verdes e 1,85.

5 - estado civil

Encalhada... agora dizem vocês... epahh isso não é estado civil.
Ai não? então o FB pode ter a opção "é complicado" e eu não posso ser encalhada? 


6 - maior vicio

Sorrir... adoro sorrir e à conta disso tenho rugas, quem me manda ser parva.

7 - 2 qualidades

Sou generosa gosto de dar e de me dar (só a quem merece, não estejam com ideias)

Sou honesta, para mim a honestidade vale tudo. (já disse ao meu colega que o filho dele é feio, opahh que querem, o puto é mesmo tosco.


8 - 3 defeitos

Dizem que tenho mau feitio, mas eu apenas não gosto de guardar para mim as coisas que devem ser ditas na hora.
Sou teimosa
Sou refilona
Sou ciumenta... okay... já prometi que mudava, mas é complicado.

9 - animais em casa

Não tenho, mas já tive um cão.

10 - à falta de animais na questão 9, ou querendo ter mais, animais desejados de ter em casa.

O George Clooney, não comecem já a rir, perguntaram animais, não esclareceram se eram racionais ou irracionais.

11 - não vos parece um pouco maluquinho ter respondido a isto? :p

De facto pareceu-me... mas se eu não fosse maluca não tinha um blog (sem ofensa pessoal, falo de mim)
E agora 11 coisas sobre mim:


1-  Sou morena (também já fui loira, mas isso agora não interessa nada)
2- Tenho 1,72 mts (depende do salto)
3- Olhos castanhos (mas era gaja para mudar se pudesse, já me imaginaram de olhos verdes? Não? eu também não)
4- Sou Benfiquista (Eu sei... este ano perdemos tudo, não batam mais no ceguinho, mas eu sou fiel às minhas origens, obrigada Pai)
5- Gosto de cinema e ballet (gosto de ver os gaijos em collants)
6- Já fui apaixonada por um professor (nunca me deu bola, mas acredito que se arrepende até hoje)
7- Não gosto de café, mas adoro chocolate quente com natas (depois ando ás turras com a balança, mas no fim fazemos um pacto, nem ela se mete comigo, nem eu subo para cima dela)
8- O papagaio da vizinha é apaixonado por mim, mal me vê diz logo "amor, amor" (depois admiram-se do meu estado civil ser encalhada)
9- O meu signo é Leão (desculpa lá Bruno Carvalho, não tive culpa de nascer em Agosto)
10- Opahhh nunca mais chega a 11ª...
11- Posso não ser boa, mas bem lá no fundo sou boa pessoa... (vá agora não aproveitem isto para colocar nos anúncios do CM)


Um soldado Norte Americano é acusado de violar uma mulher.
O soldado é interrogado...
Pedem-lhe que justifique o seu acto...
Ele responde:
"Ela devia ter apanhado boleia antes de eu passar..."

WTF....Are you kidding me???

E um ferro quente pelo cu acima, não?

quarta-feira, junho 05, 2013

HÁ DIAS EM QUE MAIS VALE NEM SAÍR DE CASA...


Ontem foi um desses dias.

Um fim de tarde, uma pessoa (eu) super "tranquila" ao volante do seu bólide numa fila de trânsito a ouvir o Rui Veloso e o seu anel de rubi, quando é abalroada  por trás (salvo seja) por um gajo mais despistado que eu que vindo a falar ao telemóvel nem reparou que os carros estavam todos quase parados.
Resultado... o meu para-choques rachado em três lugares, e a frente do BMW partida.
[É nestas ocasiões que dou valor à idade do meu carro, os mais jovens já não aguentam certos impactos]
Um senhor sai do carro aflito e pede desculpas, diz que vem distraído.
 (a sério? É nem se notou nada...)
Diz-me para ficar descansada, que não é preciso chamar a polícia, que ele paga o arranjo que posso confiar nele que é advogado e blá, blá, blá....
Pois...
Devias ter ficado calado.
Eu lá vou confiar em alguém que ganha a vida a mentir em tribunal.
[okay... eu sei que não são todos... São só a maior parte :)]
Adiante...
Quando vou pegar no telemóvel para chamar as autoridades, ele cai ao chão... abre-se e fica mudo...

Castigo ou não estou sem telemóvel, o carro com o para choques partido e dependente de um advogado.

Há dias de merd@, não acham?

terça-feira, junho 04, 2013


......
-Está triste hoje menina?
-Não sr Joaquim, só dormi mal.
-A menina não me engana, está triste mesmo...
-Não estou nada... (abro um sorriso) veja como estou a sorrir.
-Os seus lábios podem tentar enganar, as suas palavras iludir, mas os seus olhos não enganam. A menina está triste...
............
É...
tenho de mudar de café...

segunda-feira, junho 03, 2013




“Não sou para todos.
Gosto muito do meu mundo.
Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas.
Às vezes tem um céu azul, outras tempestade.
Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos.
Mas não cabe muita gente.
Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso.
São necessárias.”



{Caio Fernando Abreu}