Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

quarta-feira, agosto 31, 2011



A caminho do trabalho, no autocarro, ia sentada em frente a um rapaz que até não tinha mau aspecto. Mas olhava fixamente para mim.
Procurei nos recantos da minha memória, talvez o conhecesse e não me estivesse a lembrar. Mas não.
Ponderei ter algum bocado gigante de alface preso nos dentes e ser aquela a maneira dele me alertar. Olhei pela janela do autocarro (sempre um óptimo espelho) e nada.
E pronto desviei o olhar que aquilo estava a ser incómodo.
Três horas e tal depois, no regresso a casa, no centro comercial onde dou umas voltas enquanto espero pela hora do autocarro, entro numa sapataria. Dou meia volta e fico de frente para o dito rapaz.
Devo ter ficado azul, porque ele esbugalhou (esta palavra existe?) os olhos de uma maneira assustadora. Depois sorriu e não saía da minha frente.

A questão é:

1) Há coincidências estranhas?

2) Ele andou a perseguir-me?

3) Sou como a Jennifer Love Hewitt naquela série e vejo fantasmas?

Pronto. Hoje parece-me que a opção é claramente a 1ª. Mas na sexta-feira, exausta como estava , garanto que a 3ª me pareceu muito possível.


segunda-feira, agosto 29, 2011



Ultimamente evito olhar-me ao espelho, para não estar sempre a ver que se apagou a luz dos meus olhos.

quinta-feira, agosto 25, 2011

DESCOBRI...

... que uma casa não é um lar.

... que saudade não é distância....

... que um sorriso não é felicidade.

... que estar só não é estar sozinho.

[boa noite para quem está online aqui comigo]






Sou de sorriso e riso fácil.
Adoro fazer os outros rir, com piadas.
Gosto de brincar, seja em que sítio for e com quem for, criar situações caricatas.
Gosto de fazer surpresas para ver as pessoas sorrir.
Gosto de fazer palhaçadas para provocar nos outros o riso.
Sou mesmo um bocadinho palhaça!!
Quem melhor me conhece sabe.
Quase todos os meus dias são assim, a mostar os meus dentes ao mundo.
Mas por vezes lá vem um dia mais cinzento e o meu sorriso fecha-se.
Como no outro dia... Mas logo passa!

Por isso não te preocupes .........., eu estou feliz!
E estou a sorrir neste momento!


quarta-feira, agosto 24, 2011



Nas pessoas alegres parece que a tristeza se nota mais. Talvez por ser rara. Ou então por ser um contraste muito grande entre um estado de espírito e outro. Estamos habituados a ver um sorriso, habituados a uns olhos de riso e depois aparece uma cara fechada, uma ausência de sorriso, uns olhos tristes...
Nota-se imenso!
Eu sou uma dessas pessoas alegres. Quase todos os dias alegre. Quase todos os dias a procurar o sorriso dos outros. Talvez por isso, quando é o meu sorriso que falta, os outros notem tanto. E depois surgem as perguntas... "O que tenho? Qual o motivo de estar assim?"
Muitas vezes nem é por nada em especial, apenas nesse dia, acordei assim, sem grande força para rir. Apetece-me estar mais sossegada do que animada, mais observadora do que faladora. Outras vezes há mesmo motivos para estar triste...
Certo é que todos notam. Não dá para disfarçar. Se os olhos são o espelho da alma, então os meus nunca mentem. Sempre me disseram que tinha uns olhos muito expressivos. Portanto isso tanto se nota nos dias bons como nos dias maus. Acho que mais do que os lábios que se fecham numa linha fina, são eles, os olhos, que mostram aos outros que me falta o brilho habitual. Ficam pingões, os cantos descaem e a minha cara, tão vincada pelos meus olhos, muda logo.
Sou transparente... E por vezes quem em dera não o ser, para que não me façam perguntas, para que me deixem no meu canto, para que passe despercebida! Mas em mim, a tristeza... não dá mesmo para disfarçar.


terça-feira, agosto 23, 2011


Várias chamadas não atendidas, mensagens, pessoas à minha procura.
A conversa é sempre muito parecida: "Onde andas?" "O que se passa contigo?" "Óh desaparecida!" "Está tudo bem?!", entre outras coisas deste género.
E eu?...
Eu fico em silêncio, não sei bem o que dizer... Até porque eu faço as mesmas perguntas a mim mesma!






Se me permitem, até consigo imaginar um Ken que me daria muito gozo torturar...   :)

segunda-feira, agosto 22, 2011



No casamento que fui neste fim de semana colocaram-me na mesa do ex presidente da Câmara, do ex Governador Civil, da ex secretária da direcção e do ex marido de uma amiga…

Coincidência, dizem vocês.

Pois… eu digo que a noiva arranjou uma ex amiga.
E que brincadeira foi essa de nos colocares na mesa dos crisântemos? heim? Foi alguma (in)directa?

(Juro que fiquei chocada com o nome da flor, tive pesadelos toda a noite)

sexta-feira, agosto 19, 2011

Amanhã ... Estarei eu no casamento de uma das meninas do meu coração, grande amiga muito especial para mim!


Por esta altura já me perguntaram 1001 vezes quando me caso, que a próxima sou eu (preciso então de arranjar com quem primeiro, pois claro) e que os avise com antecedência para comprarem as indumentárias a rigor.

Ora, para que percebam bem a minha reacção e expressão, aqui fica...




Tal e qual...


Vou só ali atacar os camarões e já volto...


quinta-feira, agosto 18, 2011



Sim, choro, não nego...tenho sentimentos!

Camuflados, é verdade, mas é a única maneira de os sentir.

São meus, únicos, e por muito que queira...não os partilho!

Faço rir, crio ilusões, desperto a magia....

Mas não consigo ser!

Crio uma relação temporária, onde sou gente!

Olham-me, e chego mesmo a sentir que existe um carinho por mim...

Mas...e depois?

O pano cai...a magia acaba....e eu?






Hoje a nostalgia tomou conta de mim...

Vou ali bater com a cabeça na parede e já volto...

quarta-feira, agosto 17, 2011



Não sei o que se passa com o mulherio aqui do meu bairro, de uma hora para a outra tornaram-se todas umas devotas convictas, é vê-las todos os domingos a caminho da igreja todas aperaltadas...
Algo se passa...
Ou a diocese anda a distribuir dinheiro ou mudaram de padre.
ah... mas eu não sou pessoa de ficar na dúvida
Um dia destes ainda vou desvendar este mistério... 

terça-feira, agosto 16, 2011



Apaixonei-me por esta coisinha linda e abandonei o velho Nokia, confesso sentir algumas saudades, ainda foram alguns anos juntos, e isso conta muito, ele partilhou comigo muita alegria, muita tristeza, ouviu muitos desabafos e muitas estórias, partilhamos uma fase interessante da minha vida, por isso ainda  vou dedicar um post só para ele.
Por agora estou a habituar-me à personalidade do LG, e não é que parece ter vida própria?!!!
Já nos desentendemos algumas vezes...
Tu atina rapaz... senão volto a trocar-te pelo Nokia, esse nunca me falhou.


Juro que só bebi água, mas deu-me a impressão de ter visto no domingo este rapaz no MEO SPOT SUMMER SESSIONS na Praia da Rocha... Ou  Dj Vibe colocou algo no fumo... ou eu ando a ver fantasmas...

Eu, e este meu poder SUPERNATURAL.

[Continuo a achar que era ele... enfim!]

sexta-feira, agosto 12, 2011

Recebi dois mails aos quais não vou responder por várias razões:

1º -Não entendi a conversa, porque não procurei ninguém (o deixa-me em paz não faz sentido)
2º - Porque este assunto está encerrado para mim. 
3º - Não costumo responder a mails de desconhecidos.
4º - Sou orgulhosa demais para dar continuidade a conversas da treta.
5º - Para que conste: o facto de continuar a existir um N'cuero durante  meses, (pensavas que não sabia) não quer dizer que exista uma Maria.

ps: sim, eu sei que vens ler isto
Com os meus cumprimentos Lirio Selvagem. 

quinta-feira, agosto 11, 2011



‎"Esquecer uma mulher inteligente custa um número incalculável de mulheres estúpidas."



(António Lobo Antunes)


(assino por baixo...)

Dor de cabeça

E eu hoje estou cá com uma daquelas... só me apetece chorar ...




quarta-feira, agosto 10, 2011


Sofrer em silêncio não é termos perdido o amor da nossa vida.


Sofrer em silêncio não é ninguém gostar de nós.

Sofrer em silêncio não é termos saudades de alguém.


Sofrer em silêncio é bater com o dedo molhado e gelado com toda a força contra uma superfície super dura, e não poder gritar em plenos pulmões 54 asneiras seguidas.

Isso sim, é sofrer em silêncio.

terça-feira, agosto 09, 2011



Há dias num restaurante ouvi a conversa entre dois amigos, falavam de trivialidades… de raparigas, amizades coloridas, e do que seria realmente importante saber sobre alguém antes de iniciar um namoro…

Um deles respondeu: Sabes costumam chamar-me deficiente, mas eu conheço a verdadeira alma das pessoas, consigo entrar no seu interior, porque a mim não me interessa se é bonita ou feia, se é nova ou velha, se é loira ou morena, o que me cativa é a sua voz, o seu toque, a sua sensibilidade, a sua ternura, a forma como enfrenta a vida e com um simples toque sei que é a pessoa certa… Já vocês dão demasiada importância ao aspecto exterior, e isso é efémero, e nunca chegam a conhecer realmente a pessoa.

Por isso meu amigo quem é o deficiente?

Até então nem tinha notado que um deles era invisual!

Deu-me uma lição de vida, deficientes não são os cegos, são os que não querem ver…





Todos culpamos o São Pedro pela bela porcaria de verão que estamos a ter...
Mas se pensarmos bem nenhuma das estações do ano foram, nos últimos tempos, fieis às suas características. E sabem de quem é a culpa? Sabem? É do acordo ortográfico! Ah pois é! Quem é que mandou retirar a letra maiúscula das estações do ano... ficaram sentidas, tristes e confusas relativamente à sua importância... uma verdadeira crise existencial... que dá nesta desgraça metereológica!



* Nós também não acharíamos graça a que os nossos nomes se escrevessem com letra minúscula, de um momento para o outro e sem razão aparente, pois não?

segunda-feira, agosto 08, 2011



Hoje estou tão cansada que se encontrasse este espécime na minha cozinha nem lhe perguntaria como entrou... !




Mas o que mais quero é enroscar-me na minha adorada cama e deixar que o cansaço me leve para o mundo dos sonhos... Desculpa rapaz, fica para amanhã, ok?



                                                             Regressei por fim ao trabalho!

Ainda não caí na realidade mas já estou aqui sentada a olhar para o PC e a pensar nas férias ...

Já estou com saudades dos meus colegas de formação.

QUERO MAIS....


sexta-feira, agosto 05, 2011




Hoje começam as "limpezas" aqui neste cantinho...
Os delirios vão ser aspirados...
Os sonhos vão para o lixo...
As memórias serão arquivadas...
Os pensamentos ficam proibidos de cá entrar sem passarem pela censura.

Aqui, hoje e agora, começa uma nova fase do Lirio.

(consequentemente alguns textos sem sentido serão apagados)

quinta-feira, agosto 04, 2011


PARABÉNS PARA MIM...

(afinal o Sol teima em nascer todos os dias...)

segunda-feira, agosto 01, 2011


Não sei se será um adeus ou um até já...
Sei que o Lirio murchou...




Enquanto as lágrimas não secarem...
Enquanto a dor não passar...
Vou sentar-me ali num canto
À espera do nada...