Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

segunda-feira, setembro 17, 2012


Confessem lá que já tinham saudades das peripécias do meu parquímetro ambulante (anteriormente designado como rapaz das moedas...)
Pois bem... está desempregado o moçoilo!
O Município resolveu fazer-lhe concorrência, (quem se vai lixar sou eu), porque se eu podia negar as moedas ao rapazito, o mesmo já não poderei fazer com a nova entidade.
O infortunado não irá engrossar as fileiras do Centro de emprego nem irá entrar nas sondagens do INE, é uma das desvantagem em ser profissional liberal...
Eu sei que a minha relação com ele nem sempre foi pacífica, mas confesso que me tocou o coração vê-lo sentado no passeio, de cabeça entre os joelhos, com ar de derrotado...
E assim, sem mais nem menos... sem aviso prévio, a Câmara Municipal retirou o pão da boca deste cidadão... (no caso dele foi mais os cigarros, e derivados) okay... para quem estava há umas linhas atrás com pena do rapaz, agora estou a ser mazinha...
Mas no final o que conta foi o que senti... e realmente tocou-me o olhar triste dele.
Hoje foi a minha vez de o animar...
-" Deixa lá, já, já encontras outra rua melhor que esta... aqui até tinhas uns clientes forretas..."
-" Mas não vou encontrar um sorriso tão bonito como aqui..."
Desarmou-me... senti um nó na garganta, e as lágrimas teimaram em caír... vou sentir falta de meu rapaz das moedas...

4 comentários:

Libelinha disse...

E uma beijoca para ti ;)

Somente EU disse...

Às vezes ficamos assim desarmados com um simples gesto ou com palavras vindas do coração e que nos tocam tão profundamente.

PS: Parabéns pelo Lírio, é muito bonito.

beijinhos

G. disse...

Uma grande lição que aprendemos: não julgar as pessoas pelas aparências, pq são capazes de nos surpreender, que foi o caso.

Bonita História. :)

Morango Azul disse...

Tadinho do moço.