Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

quinta-feira, novembro 22, 2012


Sim, é verdade...
… são imensas as coisas que tenho que fazer.
Mas ainda não é hoje.
Também não sei se será amanhã.
Sei apenas que só me apetece estar parada e saborear.
É uma sensação de crescer para dentro que não sei explicar.
É como se me sentisse maior mas para dentro.
Estranho não é?
Mas é que não sei explicar muito melhor que isto.
E as explicações gosto de as acompanhar com gestos e aqui não se vêm.
E aqui também não gosto de me explicar.
Gosto de deixar apenas algumas linhas sobre o muito que poderia escrever.
Mas aqui sou apenas uma parte do que sou construída e é por isso que escrevo apenas algumas linhas.
É como noutras ocasiões em que se coloca a mão no peito para se dizer em surdina o que se sente.
Não se diz tudo. Na realidade nunca se pode dizer tudo quando o que se sente não se consegue resumir em palavras.
Nem numa frase… porque palavra nenhuma consegue dizer como me sinto.
A minha esperança é que o meu olhar consiga fazer justiça a tudo o que vai aqui dentro.

9 comentários:

Quase nos "entas" disse...

Já escreves tão bem Amiga, que consigo imaginar-te a contar-me isto acompanhado dos gestos ;)
beijinho grande e que essa mudança seja de PAZ

LIRIO SELVAGEM disse...

Se não for de paz, que seja de guerra, eu quero é mudar... saír desta monotomia...

Libelinha disse...

Vamos lá, força nisso ;)

Flow disse...

Paz de espírito é o que todos procuramos :) Acho que estás no bom caminho...

Um beijinho

Eros disse...

Arranha, grita, luta, chora, ri como uma desalmada... agita a vida da forma que pretenderes e espero que o desfecho seja magnífico.
Entendo tão bem, certas entrelinhas desse texto. Preciso também de coragem para ganhar asas e me transcender... talvez um dia.

Beijinho*

LIRIO SELVAGEM disse...

Miss Libelinha: Força não me falta, coragem talvez!

Flow: Espero estar no trilho certo.

Beijos ás duas meninas

LIRIO SELVAGEM disse...

Eros: Acredito que entendas e até te identifiques com algumas coisas.
Solta-te, liberta-te das amarras!
Beijos*

S.o.l. disse...

Acredito que conseguirá...

Somente EU disse...

Às vezes não é preciso muitas palavras, apenas sentir e viver.

o olhar nunca engana e diz o que falta disser, infelizmente o meu diz tudo e não devia disser mas pronto.

beijinhos

PS: Parabéns pelo texto e pela imagem.