Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

terça-feira, novembro 13, 2012


Reflicto muitas vezes sobre o poder da voz, talvez porque me sucedeu ter ficado praticamente afónica. Trata-se de um dos nossos mais poderosos instrumentos de comunicação e que tanto pode dizer sobre um ser humano.
Existem todos os tipos de vozes, as alegres, as meigas, as descontraídas, as irritantes, as sem sal, as doces, as másculas, as calmas, as serenas, as hesitantes, as sensuais (mi liga vai?!)...
Apenas por ouvirmos a voz de uma pessoa podemos ficar a saber imensas coisas acerca dela, se conseguirmos ser ouvintes atentos até o seu estado de espírito nos é revelado. Eu acho curioso aquele fenómeno fantástico de o som da nossa voz nunca (ou quase nunca) corresponder aquele que é na realidade. E depois fica aquela sensação estranha... tipo... ok... esta sou eu?
Voltando à voz. A voz de uma pessoa não emite apenas sons, ou reproduz palavras, acima de tudo transmite emoções, sensações, sentimentos... as palavras são ecos que ficam, ecos da nossa alma em que a voz é uma das muitas formas de esta se mostrar ao mundo. Da voz recebemos informações que são tratadas conforme a nossa personalidade, mas também (e principalmente) a forma como algo nos é dito. Que diferença não existe entre um simples “Olá” frio e distante, dito quase de fugida, baixo e em surdina, e um “Olá” dito com calor, daqueles que mesmo ao telefone parece que conseguimos sentir um abraço.
E depois existem as vozes da nossa vida... à minha pertencem sem dúvida a minha (pois passo a vida a ouvir-me falar), a do meu Pai que ecoará eternamente na minha cabeça como um forte trovão, a do meu primeiro amor, doce e meiga a acalmar os meus nervos, a de Edith Piaf que apesar de não considerar melodiosa ecoa na minha alma como o desenrolar de uma tempestade, a de quem me acarinhou e ajudou a crescer na infância, juventude e ainda agora, ... e outras que espero ainda encontrar.
(Entretanto penso na tua voz, que já nem sei ao certo a que soa, pois por mais que tente não me consigo fixar nela. Apenas eternizo aquilo que me faz sentir... queres saber?
Então questiona-me. Questiona-me até à exaustão com as tuas palavras e essa tua voz que não sei definir, mas que me faz sentir tão bem.) 

16 comentários:

MisterCharmoso disse...

Ja conquistei pessoas só pela voz
Bom dia é o que te desejo no meu Blog...passa por lá.
Beijo charmoso

Flow disse...

Há vozes muito poderosas :) Adoro vozes fortes, que transmitem convicção e tranquilidade :)

Nunca dei muito valor à minha, não sei se soa bem ou mal, pelo menos acho que não é daquelas irritantes... :)

Beijinho

Eros disse...

Como diria Shakespeare em Hamlet: «A todos, teu ouvido; a voz, a poucos...».

Beijinho :)

LIRIO SELVAGEM disse...

Bem vindo Eros... again!
Beijos...

Urso Misha disse...

se não for monocórdica, já é um yay, mas sem duvida que tem um grande poder...

LIRIO SELVAGEM disse...

Ó Urso yay é fixe!
Obrigas as pessoas a ir ao google.

LIRIO SELVAGEM disse...

Flow, para mim uma voz poderosa é aquela que me chega ao coração, e até hoje poucas pessoas o conseguiram. Beijos

LIRIO SELVAGEM disse...

Mister, então quer dizer que tens uma voz sexy.... :))
Porque conquistar alguém pela voz é poderoso!
Beijo

Urso Misha disse...

eheheh, xou axim :)

LIRIO SELVAGEM disse...

Urso és assim e não tencionas mudar né?
Fazes bem... haja garras...

PM disse...

Há vozes que marcam. Agora com este texto fazes-me lembrar uma caloira do meu curso (aqui há uns anos) que me prendeu com aquela voz grave e suave que ela tinha e espero que ainda tenha. Tinha tanto de fascinante como de sensual.

Por acaso a voz nunca foi assim um aspeto muito importante nas mulheres por quem me apaixonei, mas reconheço o potencial poder.

Sorriso disse...

A voz desde que não gritem não me diz muito Lírio :) . O tom de voz até da mesma pessoa esse sim já define o momento.
Mas concordo contigo Lirio que a voz poderosa é aquela que chega ao coração mas poucos a conseguem.

homem sem blogue disse...

Adorei o texto tal como adoro vozes :)

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

NightDark disse...

É verdade: a voz tem um poder imenso sobre as pessoas! Através dela idealizamos, criticamos, descrevemos, sentimos...

Patrícia Figueira disse...

Há pessoas que têm uma voz hipnotizante ao telefone, te tal maneira que te embriaga o raciocínio :) Eu já me apaixonei por alguém só por falarmos tds os dias ao telefone, e quando o conheci pessoalmente não me desiludi..A voz correspondia perfeitamente ao que imaginava:) Mas tb já me aconteceu ao contrário:) Vozes fantásticas e uma total não correspondência na realidade:)

LIRIO SELVAGEM disse...

Pode acontecer Patricia, sem duvida!