Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

quarta-feira, novembro 14, 2012


Dizem que, a uma certa idade, nós as mulheres nos tornamos invisíveis.
Que nossa actuação na cena da vida diminui e que nos tornamos inexistentes para um mundo onde só cabe o impulso dos anos jovens.
Eu não sei se me tornei invisível para o mundo, mas pode ser.
Porém nunca fui tão consciente da minha existência como agora, nunca me senti tão protagonista da minha vida, e nunca desfrutei tanto cada momento da minha existência.
Descobri que não sou uma princesa de contos de fada; descobri o ser humano sensível que sou e também muito forte.
Com suas misérias e suas grandezas.
Descobri que posso me permitir o luxo de não ser perfeita, de estar cheia de defeitos, de ter fraquezas, de me enganar, de fazer coisas indevidas e de não corresponder às expectativas dos outros.
E apesar disso…
Gostar de mim
Quando me olho no espelho e procuro quem fui… sorrio àquela que sou…
Alegro-me do caminho andado, assumo as minhas contradições.
Sinto que devo saudar a jovem que fui com carinho, mas já é tempo de deixá-la de lado porque agora me atrapalha.
O seu mundo de ilusões e fantasias já não me interessam mais.
É bom viver sem ter tantas obrigações.
Que bom não sentir o desassossego permanente causado por correr atrás de tantos sonhos.

“A vida é tão curta e a tarefa de vivê-la é tão difícil
que quando começamos a aprendê-la, já é hora de partir "

 



[Blandinne Faustine]


17 comentários:

Eros disse...

Não percas este sentimento que pauta a tua actualidade. "Carpe Diem"... e ergue sempre bem alto essa cabeça, orgulhosa pelo que és e representas.
Tua segurança de hoje é definitivamente uma inspiração para muitos, até para mim, que não te conheço :)

Beijo

Paula disse...

Lindo este texto de Fênix Faustine!
vidademulheraos40.blogspot.com.

Urso Misha disse...

sobre isso "carpe diem" o clube dos poetas mortos retrata isso bastante bem.
nada como viver a vida, com alguns limites cada um estabelecerá os seus, e viver sem aquelas preocupações fúteis que discutimos com os outros por dá-cá-aquela-palha, tenho gerido isso melhor e vivo bem melhor ;)

The Pink Book of Style disse...

Não concordo que as mulheres se tornem invisíveis com a ideia .. conheço casos em que acontece precisamente o contrário .. o que é preciso é ter força para fazer acontecer =)

C *

LIRIO SELVAGEM disse...

Obrigada Eros pelas tuas motivadoras palavras, beijo.

LIRIO SELVAGEM disse...

Bem vinda Paula, Bj

LIRIO SELVAGEM disse...

Boa tarde Ursinho (agora tens um G+? Andas sempre a mudar)
Eu tento viver de acordo com a minha consciência.

LIRIO SELVAGEM disse...

Há de tudo Pink... o que é preciso é saber aceitar qualquer idade.

Libelinha disse...

Adorei o texto!... Diz tanto ;)

Flow disse...

Também eu um dia quero atingir essa tranquilidade...

Ainda bem que já a atingiste :)

Um beijinho

Sorriso disse...

Olha estava a ler-te e a pensar que podia ser eu a falar alto..incrivel! Só difere porque não me sinto invisivel, nem tem de o ser porque a tranquilidade e o à vontade nos torna até mais visiveis sem fazermos por isso.

Ainda hoje falava com alguém muito próximo sobre :" É bom viver sem ter tantas obrigações. Que bom não sentir o desassossego permanente causado por correr atrás de tantos sonhos."

Quanto à frase :
“A vida é tão curta e a tarefa de vivê-la é tão difícil que quando começamos a aprendê-la, já é hora de partir "
Só aqui diferia porque presentemente tento nos anos que ainda espero ter, viver a vida o melhor que conseguir !

Olha desejo que assim continues!:)
Beijos

NightDark disse...

É bom não teres remorsos do passado e é bom continuares a viver com essa força! :)

A vida é um conjunto de fases com bons e maus momentos...

Urso Misha disse...

em ralação ao G+ não faço ideia, cada vez percebo menos do Blogger...
e não acredito nisso da mulher invisível, com carácter que o tens nunca serás invisível.

PS: essa foto fez-me lembrar uma pessoa que gostava mesmo que tivesse sido invisível.

LIRIO SELVAGEM disse...

Então Urso? Não conseguiu passar despercebida aos teus olhos?

Urso Misha disse...

ao coração, cenas minhas... esquece

LIRIO SELVAGEM disse...

Urso eu sei que são cenas tuas, mas estás à vontade aqui na minha barraca... Sempre o coração, esse maroto...

Urso Misha disse...

não se engana o coração, pelo menos nós, agora os outros...