Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

sexta-feira, agosto 24, 2012



Quando se acaba uma relação, um dos consolos é achar que se aprendeu alguma coisa com isso.
Eu pelo menos gosto de pensar assim, em vez de perder a minha fé nos homens e jurar para nunca mais ou tornar-me uma carmelita descalça.
Mas a verdade é que também não sou uma pessoa tão racional como isso, e aquilo com que acabo por fazer na maior parte das vezes é uma lista. Uma lista das coisas que quero... (e que não quero) que é a minha tábua de salvação até aparecer alguém com o poder de me fazer cair para o lado e deitar essa lista aos céus como uma valente rabanada de vento.
Nesta fase, essa minha lista está em construção e tenho a sensação de que se conhecer alguém e tiver algum primeiro encontro, levo o bloquinho de folhas amarelas com uma bic presa por um cordel, como se fazia antigamente nas repartições de finanças, e dou início ao meu inquérito.
Não gosta de praia? Não interessa. Tem medo de cães? Risca. É pessimista? Idem. Não olha para trás ao menos uma vez depois de se despedir? Pode ir andando.
E por aí fora...

12 comentários:

NightDark disse...

Ainda acreditas em milagres? :P

LIRIO SELVAGEM disse...

Sou uma uma mulher de fé!

Dúvidas e Certezas disse...

Esperemos que a pessoa do lado de lá não tenha uma lista idêntica com o item "pessoa com bloquinho de folhas amarelas com uma bic presa por um cordel" - Risca... :-P

Pois é, quando gostamos mesmo de alguém podemos ter uma lista enorme de aspetos que nem nos interessam muito que isso não vai servir para nada. Só conseguimos seguir o que sentimos.

Haja alegria! :)

LIRIO SELVAGEM disse...

É um risco que se corre... lool
Mas que é a vida sem riscos?...
Bem vinda Dúvidas e Certezas.

Jingas disse...

lista?
oh querida, quando o amor bate não há lista que valha!

Eu não queria um homem desarrumado, desleixado, preguiçoso, teimoso que nem uma mula, e...e...e...
no entanto, não consigo imaginar-me sem ele. Todos os defeitos se eclipsaram ...e já nem pego por ele ser assim. bem, às vezes esperneio, mas aceito-o, e até já me divirto com isso :)

LIRIO SELVAGEM disse...

só tu Jingas, para me fazer sorrir agora...

Skin n Under disse...

Olha, eu estava "out". Sou um pessimista :P

Mais a sério. Não sei se essa fórmula resulta, sempre achei melhor o "go with the flow". E depois, o grande erro é esperarmos o/a "The One".

LIRIO SELVAGEM disse...

Gostei do sentido de humor Skin.

Susana Miranda disse...


Lirio:)


É melhor seguires a tua intuição e o teu coração.

Todos idealizamos uma determinada pessoa, temos de aceitar (virtudes-defeitos).


Perfeição na sua plenitude…improvável…

LIRIO SELVAGEM disse...

Susana... deixei de seguir a minha intuição há muito tempo...aliás, nem sei se tenho isso.
Beijo

PM disse...

Muita gente tem listas mas poucos as põem no papel.

Eu também gosto de pensar que aprendo alguma coisa com os meus falhanços. Ou isso ou pensar naquele chavão: à primeira todos caem.

Acho a tua lista curiosa e adoro o último item. Da última vez que estive envolvido com alguém não olhava uma vez só para trás, eu voltava a correr para mais um beijo umas três ou quatro vezes. Quem visse ainda pensava que eu era maluco :)

Eu não tenho lista mas há coisas de que eu fujo a sete pés!

Tenho Ditto disse...

Se fosse a ti deixava essa lista de lado. A vida dá tantas voltas e sabe ser tão irónica que ainda te vai calhar na rifa um homem que foge a todos os teus critérios e ainda assim ficas apanhadinha. ;)