Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

quarta-feira, agosto 29, 2012



E de repente... abro uma página em branco onde poderia escrever tudo.
Mas não quero escrever nada.
Hoje, mais do que isso, preciso de ler.
Ler-vos.
Ver-me pelos vossos olhos.
Àqueles que me vêem sem saber quem sou, sem me conhecerem o rosto ou a voz.
Ou mesmo os outros, os que me conhecem...
Pelo bom ou pelo mau que vos faço sentir, ou que fiz, em algum momento.
Pelas confissões, pelos comentários ou por mensagens pessoais.
É só porque tenho uma página inteira em branco.
E não me apetece escrever.
Porque hoje me parece que este lugar já não é só meu!
É por isso que vos quero ler, em vez de escrever...
Talvez porque precise.
Talvez porque seja hora.
Ou apenas porque sim...

7 comentários:

homem sem blogue disse...

Era capaz de ler este texto mil vezes de seguida. Adorei :)

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Jingas disse...

estamos em sintonia...

hoje também não consigo escrever...mas preciso de ler...

beijos

Eros disse...

Podes não desejar escrever, mas as palavras que grafaste são bem envolventes.

Tenho muitos dias assim. Dias em que apenas desejo ler, ouvir... escutar quem me rodeia, buscando migalhas que me alimentem o ego derrubado.
Há tantos dias assim...

Que encontres aquilo que buscas, mesmo inconscientemente!

Libelinha disse...

Estou um bocadinho assim... E as palavras que escreveste a dizer que não querias escrever... Disseram tanto :D

MS disse...

E com isto já escreveste muito... e por sinal um lindo texto! :)

PM disse...

No fundo todo queremos o mesmo que tu a certa altura, é quase como dizer: Falem-me de mim!

Gostei muito do texto :)

*

Susana Miranda disse...


Adorei o texto :)