Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

terça-feira, outubro 30, 2012





Isto andava tão calminho por aqui que até a Mam'Zelle já tinha estranhado, e ontem chegou a chamar-me lamechas... (vá... romântica para não me ofender :) porque ela sabe que tenho um mau feitio do caraças... (brincadeira... ou talvez não...)
Adiante... ontem depois de sair do trabalho, resolvi passar pela loja do tio Belmiro, fica em caminho e gosto do padeiro dele.(Leia-se pão, não pensem já maldades).
Como sou rapariga sortuda, mal estacionei o meu bólide, acabaram-se as tréguas com o S. Pedro e ele resolveu brindar-me com uma carga de água... até parecia que o furacão Sandy tinha desistido de inundar NY e estava a vingar-se do Algarve, por alguma razão que desconheço.
Vou procurar um guarda chuva na bagageira, entre pastas e casacos, guarda-chuva nem vê-lo.
Já irritada, mas resignada, lá vou eu com o casaco pela cabeça, tentando imaginar onde o teria deixado...
(Acho que se juntasse todo o dinheiro que já gastei em guarda-chuvas desde que me conheço por gente, já teria o suficiente para uma viagem à Polinésia)
Compro o que preciso, sou rápida no supermercado... mas fico meia hora para pagar!
Dá tempo para olhar ao que me rodeia, gosto do que vejo... (vou começar a ir às compras a esta hora, parece-me que é a hora do lobo...)
Dirijo-me ao carro, procuro as chaves... e... ONDE ESTÃO AS BENDITAS CHAVES?
Não estavam nos bolsos do casaco, nem na mala, passei a mão pelos bolsos das calças estava tudo lisinho, nada de chaves, olhei para a ignição nada... voltei à caixa... nada!
E agora? Onde as deixei?... Confesso que já estava em pânico, mas lembrei-me da busca pelo guarda-chuva na bagageira, e fez-se luz, foi isso... deixei-as fechadas na bagageira!
Pego no telefone e chamo a assistência em viagem, peço que enviem alguém para me abrir o carro, e assim ter acesso à parte de trás do carro.
Esperei e desesperei, quase uma hora... Quando o rapaz chegou, sacou uns arames e umas chaves estranhas, e começou a odisseia... Nada fácil por sinal que o rapaz já bufava... juntei-me a ele, não para ajudar mas ao menos daria apoio moral, ía conversando, e o rapaz não estaria tão aborrecido (digo eu, provavelmente foi pior a emenda que o soneto) porque ele não estava a conseguir abrir o bólide.
Por esta altura já deviam ter passado umas duas horas, e estava bastante frio, tinha as mãos frias e resolvi aquecê-las nos bolsos de trás das calças, pareceu-me o sítio mais quente no momento.
Foi quando senti um objecto estranho num dos bolsos... Pois é isso mesmo que estão a pensar...
AS CHAVES!!!
Ai que vergonha... e agora? Eu não ia dizer ao rapaz que tinha as chaves comigo o tempo todo...
Abri o meu mais "lindo" sorriso e disse-lhe:
"Olhe, deixe estar já é tarde... eu vou de táxi, e amanhã venho busca-lo com as chaves suplentes"
Esperei que ele fosse embora... abri o carro e fui para casa... juro, ri todo o caminho da minha estupidez.

14 comentários:

Quase nos "entas" disse...

loooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooolll
DOIDONA!!
ao menos pagavas um cafe ao moço pah :)

NightDark disse...

ahahahahahahahahahahahahah...acordaste com imaginação :P

LIRIO SELVAGEM disse...

Q.N.Entas: Sabes que me esqueço sempre de oferecer café... como não bebo...

ND: Eu teria preferido que fosse imaginação, garanto-te!

Quase nos "entas" disse...

oh mulher...oferecias logo era uma coisa mais "quente"!!!!!!!!
......................................................................
bagaço sua maldosa...era do que eu falava ...ehehhe

LIRIO SELVAGEM disse...

Aqui é medronho querida!
Não há bagaço...ou há, sei lá...
looool

Mam'Zelle Moustache disse...

Ahahahahahah!!! Até parece que te conheço desde sempre, Lírio ;p
Olha, fizeste muito bem em não dar a parte fraca. Nunca, mas nunca deixar que as outras pessoas percebam que somos umas distraídas do caneco e afinal não precisávamos de ajuda, mas sim procurar, aquilo que não encontramos, nos bolsos todos! Eu sou igualzinha ;)
Quanto à chuva, devo ser melhor pessoa do que tu. Ontem, fui tomar café com um amigo. Voltei para casa, entrei dentro de casa e, mal fecho a porta, começa a chover aos potes! Só começou a chover depois de eu estar no aconchego do lar porque sou boa pessoa... percebeste? :p

LIRIO SELVAGEM disse...

É que nem era preciso dizeres que és melhor pessoa que eu, as pessoas notam logo...
Presunçosa! looool

Mam'Zelle Moustache disse...

Ahahahahahahah! ;D

Eu disse "devo ser"... é só uma possibilidade... ;p

Flow disse...

Mas que grande aventura :)

LIRIO SELVAGEM disse...

Flow...eu sou a moça das aventuras. ehehehehe

Sorriso disse...

Ahahahahh muito boa essa!! Aí Lirio em distração também sou igual, senão pior acontece-me cada uma..mas disfarçaste bem.;)

G. disse...

Muito bom!!! Ahahahhaa...
Sou exatamente como tu. Quando vou a supermercados, hipermercados é sp a correr. Não suporto aquelas luzes e andar a ver coisas que n necessito.
Agora as chaves... Demais!
Tb tenho o problema da mala, nunca encontro as chaves. Um dia fui ás compras com a minha mãe e a mala do carro vinha com imensas compras. Quando entrei para o carro n sabia das chaves... Bolsos, mala, bancos.. nada.. Tiramos tudo dos sacos em pleno parque de estacionamento e nada... Segunda revisão ás compras, carro, mala.. nada... até que de repente mexo novamente na minha mala e lá está ela, no local de sempre!! Enfim... Tristes figuras que faço... ;)

Libelinha disse...

Enah... Enah... Que linda aventura! Mas não disseste se o moço era jeitoso. Falta a descrição do moço... Porque será?!?

Sofia disse...

:) Ao menos as tuas apareceram! Eu desconfio que as minhas foram parar ao ecoponto...