Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

terça-feira, abril 02, 2013


Não sei bem o que quero escrever e nem sei se quero...
Mas preciso.
Preciso gritar aqueles gritos que sufocamos na alma quando a vida nos trapaceia.
Ao não entender porquê... (porquê meu Deus?)
Fico pensando se todas as vidas têm desenhos parecidos.
Se os meus ziguezagues são apenas o reflexo de outros tantos.
Ou se sou só eu.
Reparo que tudo à minha volta tem sempre esse carácter provisório.
Porquê? Se eu sou tão afeita à eternidade dos meus sentimentos.
Sim... Eu sei...
Já aprendi que sobrevivo a tudo (ou a quase tudo) que dou a volta por cima, que contorno os obstáculos e corro para ganhar o troféu da glória por ter sido autêntica mas...
Que valor tem isso?
E o que será do resto dos meus dias...
Eternos desafios?
E quando eu me cansar das provas.
E quando já não sorrir das sovas.
Que ingénua me permito ser?
Sei lá porque justo hoje eu escrevo...
Talvez para não me esquecer de mais um "caldo" que a vida me deu mas que eu irei resistir, voltarei à tona como sempre fiz...
E viverei!

8 comentários:

Bruna disse...

Todos os dias temos um novo desafio, assim é a vida, feita de desafios e com derrotas e vitórias, cabe a nós, levantarmos a cabeça e enfrenta-los. E tu certamente, vais sair vitoriosa, é só acreditar e seguir em frente. Hoje é um novo dia, ainda nada está determinado, só TU podes fazer dele um dia melhor!
Bjnhs, fica bem!

Flow disse...

Não és só tu não :) Estamos juntas, dá-me a mão, levanta a cabeça, e bora lá arrasar esta semana ;)
Um beijinho

MS disse...

Acredita que não és só tu!
Agora a questão é: o que é preferível? os zigue-zagues ou uma linha recta sem emoções?

Não sei se ajuda mas pensa que não estás sozinha, porque adoramos "ouvir-te" neste cantinho!
E um lírio selvagem volta sempre à tona! :)

Beijinho grande.

Felina disse...

Não te lembras porque eras demasiado pequena, mas sabes que aconteceu, porque te contaram ou porque vês nos outros bebés, para aprenderes a andar deves ter caído imensas vezes mas teimosamente levantavas te e tremulamente voltavas a dar outros passos até caminhares com segurança e mais firmeza... pois a vida é isso uma constante aprendizagem só que numa escala maior... nunca sabemos totalmente tudo... nascemos sem livros de instruções... as duvidas são comuns a muita gente... va arrebita... concentra te no lado positivo das coisas

Beijoca

esquecimedeviver disse...

Sabes que mais? Cai, levantei-me e segui em frente inúmeras vezes. Hoje agradeço por cada percalço que me fortaleceu e me ajudou a crescer.
Gostei da tua escrita jovem. Vou seguir-te e tu segue em frente porque é lá que encontras a felicidade.
Bjs

Se não me agarras ... eu caio!! disse...

Olá
Um dia não são dias e o que hoje nos parece uma dificuldade, amanhã faz-nos sorrir. E são os sorrisos o melhor da vida ... por isso não tenhas medo de sorrir das tuas tristezas, dos teus disparates é isso que nos faz crescer e seguir em frente.

Beijinhos, gostei muito do teu blog, vou voltar mais vezes!!
Isa


esquecimedeviver disse...

Bom dia aí pelos Algarves.
Bjs

Canca disse...

Olá

Belíssimo texto. Viver é assim, constantes mudanças, constantes desafios, nem sempre me sinto à altura, mas tenho de lutar, se quiser continuar a viver...

Beijos