Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

segunda-feira, abril 22, 2013



E quando não se sente falta de nada, quando já nada se espera, já nada se busca, e já nem se tem um lugar para onde ir.
Sinto-me como se estivesse sentada sob a sombra de uma árvore generosa numa tarde de azul sem pressa, enquanto os pássaros bordam o céu num ballet harmonioso.
O meu coração sente-se pleno, sem fome
Plenitude não é extensão nem permanência, é quando a vida cabe no momento presente sem aperto e nós desfrutamos do conforto de não sentir falta de nada

5 comentários:

Mariposa Colorida disse...

São muito raros os momentos em que não sinto falta de nada. Dificil ter os meus grandes amores todos à minha volta!

Mel disse...

Lindo!! bjinho grande

Somente EU disse...

Que seja uma boa sensação e que esse momento de pura feliicade continue para sempre.

beijinhos e boa semana.

SuperSónica disse...

E quando é assim é maravilhoso...

MS disse...

Esses momentos de paz são muito bons... :)