Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

terça-feira, dezembro 11, 2012




A imagem ofuscada no espelho,

vai pouco a pouco deixando ver
o retrato de uma mulher,
que conhece o tempo e os caminhos por onde caminhou...
Lembro, as jovens tardes de verão...
Quantos... Quantos anos...
Foram passados e guardados...
Quantos sentimentos lembrados,
num emaranhado, aprisionados pelo peso do tempo...
Quantas vezes procurei...
Quantas vezes encontrei...
Quantas vezes perdi...
Quantas vezes não achei...
Diante do espelho...
Tomo um gole de ar fresco,
e com um nó na garganta,
ajeito o cabelo.
Guardo dentro no coração,
tudo o que de bom a vida me tem dado!
Já não sou uma menina...
As noites são longas, e até amanhecer,
penso vezes sem conta na minha vida...
A almofada é  minha testemunha de noites mal dormidas,
ela conhece os meus sonhos, as minhas alegrias e as minhas dores...
Olhando para o espelho, vejo o que sou...
Os meus olhos perderam o brilho e já não olham para lá do horizonte...
O meu sorriso perdeu a espontaneidade!
A vida mostrou-me a sua face mais negra...
Mas eu sobrevivi!
Olho para o espelho, e para a almofada...
Um mostra-me a realidade... a outra convida-me a sonhar,
em longas noites de luar!
Mas eu...
Já não sou uma menina...
Pois não...
Nunca mais.



7 comentários:

NightDark disse...

Coisas boas passaram, coisas boas virão!!!

Guarda religiosamente essa almofada :)

Andas mesmo inspirada :)

Libelinha disse...

Já não és menina mas és mulher. Onde os sonhos trazem outro sabor... Outros sentimentos... Outras alegrias... ;)
Bom dia

Flow disse...

E essa transição do menina-mulher pode ser bem dolorosa...

Um beijinho, adorei :)

Quase nos "entas" disse...

ai mulherrrrrrrr que bem que escreves pah....
que lindo amiga
e não...não volta mais....pena né? ;)
bjossssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

homem sem blogue disse...

Espero que sejas sempre uma menina.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Somente EU disse...

Crescemos mas no fundo temos sempre uma criança dentro de nós.
A verdade é que a vida nos obriga a crescer, ao mesmo tempo, não deixes de ser especial e humana, :)

beijinhos e boa semana.

Sorriso disse...

Independentemente da idade que não morra a criança que há em ti.
Sem sonhos a vida perde o objectivo e perde o sabor!:)
Bjs