Certa madrugada fria irei de cabelos soltos ver como crescem os lírios. Quero saber como crescem simples, belos e perfeitos!Ao abandono nos campos...

quinta-feira, fevereiro 11, 2010

Os meus caminhos!



Vagueio sem destino, perdida nesta estranha estrada chamada presente, sofrendo tento descobrir o caminho que me levará ao passado, preciso encontrar o desvio onde me perdi, deixei o meu "eu" abandonado e agora preciso resgatá-lo para dar vida a esta imagem que sou... E enfrentar a auto-estrada do futuro...
Passo cabisbaixa pela multidão tentando recordar-me o que aconteceu.
Terá sido a doença quase fatal que me cravou as suas garras na Primavera de 1999?
Ou a morte inesperada do meu pai na Primavera de 2000?
Terão sido as lágrimas contidas que me enevoaram a alma fazendo-me perder o rumo?
Ou a tristeza guardada num coração já moribundo...
..................

2 comentários:

softepoison disse...

Haverá sempre um caminho que mais tarde ou mais cedo se revela. Desejo que o teu se revele depressa.

Beijos

s disse...

Pensei seriamente se havia de comentar esta publicação, não quero te magoar com as palavras nem avivar um passado menos bom.
Encontro-me mais vezes nesse estado do que queria, à procura do Eu, perdido no meio da multidão, é nestes momentos que peço a Deus para que termine a minha vida, mas as minhas preces não são ouvidas, quando pensámos que é o nosso fim, por alguma razão, e vencemos o nossa maior inimiga a morte, possivelmente a vida tem mais coisas para nos dar e devemos aceitá-las de braços abertos.

Desculpa se te fiz reviver um passado menos bom e doloroso, o teu Eu está dentro de ti, assim como a vontade de ser feliz.

beijinhos.